terça-feira, 16 de novembro de 2010

Quinto dia - 18 de agosto (parte 3)


Selly: Nick, acho que você se enganou. O restaurante parece estar fechado.
Nick: Não Selly, é que…
Selly: [interrompe] Já sei, o restaurante é seu, não é?
Nick: Não. Eu aluguei o restaurante todo, por isso ele está vazio. {Fiz cara de “pra quê?”.} Vamos entrar?
                {Ao entrar, procurei o interruptor para acender as luzes. Mas Nick foi mais rápido e acendeu algumas dezenas de velas que estavam dispostas em castiçais (a Mi não vai fazer falta) por todo o salão do restaurante, deixando o ambiente muito romântico. Isso sem contar com o aroma das flores… Estava tudo perfeito! Nick foi para a cozinha e, de lá, me chamou.}
Nick: Se você não quiser correr o risco de ser intoxicada, é melhor vir me ajudar.
Selly: [indo para a cozinha] Não me diga que é você quem vai cozinhar?
Nick: Claro que não! Nós vamos.
Selly: E qual o prato? Macarrão instantâneo?
Nick: Vai me dizer que você não sabe cozinhar?
Selly: É claro que sei. Mas eu não esperava ter que preparar meu jantar hoje.
Nick: Ah, para de reclamar e vem logo me ajudar.
                {Depois de colocar os acessórios necessários (avental, luva, touca…), começamos a cozinhar. Juntos, fizemos um fricassé. Até que ficou bom. Mentira, ficou muito bom. Tudo bem, a facilidade da receita ajudou bastante. E, depois de jantarmos, Nick ligou o som e me convidou a dançar. A música dizia: “Porque eu, eu posso ser tudo que você precisa / Se você é a pessoa certa para mim / Como a gravidade, ninguém vai me parar / Eu, sim, eu acredito em destino / Eu posso ser um cara comum / Com coração e alma / Mas se for a pessoa certa para mim / Então eu serei o seu herói”.  [créditos pela música: tradução de Hero (Sterling Knight)] Um total e completo golpe baixo! Essa canção tirou toda minha lucidez.}
Selly: Buscar o Miguel foi a coisa mais linda que alguém já fez por mim. Nem sei como te agradecer.
Nick: [parou de dançar] Tem certeza que não?
                {Me afastei um pouco dele, mas continuei olhando-o nos olhos. Nick desviou o olhar e deu um sorriso de canto de boca. Deve ter pensado que eu me esquivaria novamente. Mas pensou errado. Coloquei minhas mãos sobre seu rosto, forçando-o a olhar para mim. E eu o beijei. Mesmo surpreso, ele correspondeu ao meu beijo e me abraçou pela cintura. Meus braços circundaram o pescoço dele. E nós nos beijamos até ficarmos quase sem ar.}
Nick: Se agora também foi um acidente, quero que ele aconteça, no mínimo, de cinco em cinco minutos.
Selly: Não, não foi um acidente. Foi o nosso primeiro beijo.
Nick: E que tal um segundo?
Selly: Eu só posso estar louca!
Nick: Por quê?
Selly: Não acredito que vou dizer isso, mas… Quantos beijos você quiser.
Nick: Sendo assim, você não vai sair daqui tão cedo… Vai ter que me recompensar por cada não que você me disse.
Selly: A resposta seria diferente se a pergunta fosse diferente… {Tipo um pedido de namoro, idiota!}
Nick: Como?!
Selly: Nada, deixa pra lá. Você não entenderia mesmo.
Nick: Tudo bem. Mas de uma coisa eu entendo.
                {Colocou uma de suas mãos em minha nuca, por entre meus cabelos e me beijou. E me beijou de novo. E de novo. E de novo. E de novo. E de novo. E de novo…}
Selly: Que tal irmos embora? Já está tarde…
Nick: Tudo [selinho] bem [selinho] então [selinho]. Se [selinho] é [selinho] assim [selinho] que [selinho] você [selinho] quer [selinho]
                {Nick me levou para casa. E ao lá chegarmos…}
Selly: Já chegamos…
Nick: É… Eu sei…
Selly: Você… quer entrar?
Nick: Tem certeza que você vai me convidar? Eu não vou ter que esperar chover ou ter que contratar um chaveiro para abrir a sua porta de novo?
Selly: Hoje eu não tenho certeza de nada. Exceto que vou trocar a fechadura da minha porta amanhã.
Nick: Não precisa, eu te dou a cópia da chave. O convite ainda está de pé?
Selly: Acho que sim. [Nick entra] Gostaria de te oferecer um café, mas, como te disse ontem, não tenho. Aceita um chocolate quente?
Nick: Não, mas eu aceito… {Alguns beijos, quer dizer… Minutos depois…} Já tá tarde, eu preciso dormir.
Selly: Quer dormir aqui?
Nick: Sério?
Selly: É. Tenho uma surpresa pra você.
Nick: [sorriso irritante] O que é?
Selly: Acompanhe-me, está no meu quarto.
Nick: Hum… Acho que vou gostar disso.
Selly: Eu não teria tanta certeza.
Nick: Vai, fala logo! Não me deixe curioso! {Fiz “cara de paisagem”.} Acho que sei o que é… [tenta beijá-la]
Selly: Você está completamente enganado. Olha ali no cantinho.
Nick: [perde o sorriso] O que é aquilo?
Selly: Uma cama de armar. Agora, quando você quiser dormir aqui, não vai ter que ficar com as costas doloridas, nem ter que dormir na minha cama. E aí? Gostou ou não da surpresa?
Nick: Mais ou menos. Posso dormir aqui quando eu quiser?
Selly: Talvez…
Nick: Acho que minha casa vai criar teias de aranha. A não ser que você queira ir pra lá e…
Selly: Não começa!
Nick: Desculpa… Mas eu não posso mesmo dormir com você?
Selly: Hãn… Não.
Nick: Então a gente se vê amanhã. [vê que já passa da meia noite] Correção: nos vemos mais tarde.
Selly: Você vai recusar meu convite?
Nick: Eu… Adoraria dizer que não, mas a oferta é tão pequena… Se você pelo menos me deixasse dormir com você…
Selly: Então, até de mais tarde. [empurra Nick, que se prende à parede]
Nick: Você venceu, eu durmo na caminha de armar…
Selly: Sendo assim… [entrega as roupas de cama para ele] Boa noite!
Nick: Boa madrugada, na verdade…
                {Depois tudo arrumado, nos deitamos. Cada qual em sua cama; eu no meu quarto e Nick na sala.}

Comentário da autora: Finalmente, o primeiro beijo!
Não tenho muita coisa para dizer, a não ser que é tudo culpa da Ruh!
Então, agradeçam a ela. Se não fosse a reclamação que ela fez, esse momento romântico ia demorar muuuuuito mais.
Como disse, não tenho muito que dizer. Então…
Mil beijos a todos!
Deise Guimarães }¡{

Respondendo aos seus comentários:
Love Sel Nick: Que bom que gostou! Está postado, divirta-se!
Glorinha Atanascovitch: Obrigada, fico feliz por saber que você gostou! Está postado, divirta-se!
Nathy: Que bom que gostou... O Nick ficou engraçado mesmo... Que bom que você me entende em relação a postagem... É difícil demais... Porém eu sobrevivo! Beijos...
Raquel: Entendeu agora? A Deise não tem internet, portanto eu que posto por ela, mas esses comentários finais é ela que escreve... Está postado!
Thamara: Infelizmente o provão está chegando, mas olhando pelo lado bom, as férias também estão chegando! Portanto ficaremos felizes... Durante o provão, realmente, vou parar de postar, tanto aqui como no A Vida Imita a Arte... Mas voltamos logo... Beijo s2
Até a próxima meninas...

7 comentários:

♥glorinha atanaskovitch♥ disse...

AHHHHHH AMEI AMEI AMEI
PERFEITOOOOOOOOO GOSTEI MUITO
NELENA <3 AHHHHHHHHHH TA OTIMO
AMEII AMEII
POSTA LOGOOOOOOOO
TA MTOOO LINDO
POSTAAAAAA
bjsss

LoveSelNick disse...

ta lindo, lindo, lindo, lindo, lindo

posta logo eu amei de verdade

Nathy disse...

Amei *--*
Super fofo o Nick ,
Aleluia eles deram o Primeiro Beijo Hahaha'
Posta Logo
Beijos

Historias disse...

EBAAA BEIJO DE NELENA.ALELUIA,ALELUIA ♪.Fazendo uma dancinha que é horrivél aqui.MUIOOO BOM O BLOG.Caraca.Não vou dizer que entrei 3 dias seguidos e li os mesmos capitulos[LOUCA].Adoro seu blog.

thamara disse...

AMEI!
Alelua Nelen DEU SEU PRIMEIRO BEIJO!
Obrigada Ruh se não fosse você ficaria ansiosa por esse dia por muito tempo, porque a Deise é má
e iria nós leitoras curiosas por muito tempo. Então obrigada.

Amo vocês
Nickisses

Sel,Nick e Kel(KeKel) disse...

É,entendi sim...
Tá linduh♥*_*
Posta logo,fofah...

Bjus

' Anaa disse...

Nova seguidora ^~^
Amei a história .
O capítulo está perfeitoo .
Posta logo , please ;*

Postar um comentário

 
Wordpress Theme by wpthemescreator .
Converted To Blogger Template by Anshul .