sábado, 26 de março de 2011

Décimo Dia – 23 de agosto (parte 4 - início)

Nick: Brincadeira nenhuma. [se ajoelha, tirando uma pequena caixa do bolso] Selena Marie Gomez: você aceita se casar comigo? Permite que eu te faça feliz? Permite que eu te ame pro resto de nossas vidas?
Selly: Você só quer o meu dinheiro, como todos os outros? Por que você me fez esse pedido agora?
Nick: Primeira pergunta: não, é obvio que não. David acabou de me ligar e disse que vai transferir todo o dinheiro que ele conseguiu com o hotel e com a venda da… Isso não vem ao caso, pois mesmo que não tivesse recuperado meu dinheiro, isso não ia mudar o que sinto por você. Segunda pergunta: porque, há algum tempo, eu fiz essa pergunta à Chlorine, achando que poderia te esquecer. Ela sempre se mostrou, digamos, apaixonada e era quase interessante. Mas nunca poderia te substituir.
Selly: Não seja idiota Nicholas! Ela era apaixonada por seu dinheiro, e depois de te roubar quase todo ele, te abandonou.
Nick: Você não pode falar nada, pois é muito mais ladra que ela. [Selly ia protestar, mas Nick não lhe dá tempo] Além do meu coração, você roubou minha alma.
Selly: Nick…
Nick: [interrompe Selly] Você é minha vida. Meu amor. Tudo pra mim.
Selly: Acho que não estou entendo o que você quer dizer. Você pode ser mais claro?
Nick: Mais claro que isso? Só se ficar transparente! Você nunca percebeu como meu coração dispara quando estou perto de você? Que minhas pernas quase tremem e que minha voz quase falha? Não é evidente que eu te amo? Você é minha razão de viver. Meu coração. Minha alma. [Selly estava atônita.] Então? Qual a sua resposta? Você aceita ou não se casar comigo?

Dez anos depois
3668o Dia – 07 de setembro (parte 1)
X1: Então mamãe? O que você respondeu?
X2: Não seja boba! Se ela tivesse dito não, você não estaria aqui!
Nick: Crianças, não briguem! Pode deixar que eu conto como a mamãe jogou-se aos braços do papai.
Selly: Não se mete Nicholas! A história é minha!
Nick: Pensei que você estivesse contando a eles a nossa história.
Selly: Quem está contando sou eu, portanto a história é minha. Você é apenas um coadjuvante.
Nick: Fique sabendo que a última palavra ainda é minha. {Lancei a ele meu famoso olhar malvado.} Você tem toda razão, meu amor. {Que bom que meu olhar ainda funciona! Tudo bem, eu tive ajuda de mais vinte e dois pares de olhos, ansiosos por uma resposta diferente, menos “obediente”. Estou contando essa história porque hoje chegou meu vigésimo segundo filho. O vigésimo adotado; os outros dois são “fruto de minhas entranhas” (que coisa esquisita, não?), o meu casalzinho de gêmeos.}
Selly: Posso voltar a contar a nossa história agora, Nick?
Nick: Claro. Posso ouvir? {Ainda não sei como o aguento por tanto tempo!}
Selly: Bom, continuando…

Décimo Dia – 23 de agosto (parte 4 – continuação)

[Selly retirou de sua bolsa alguns papeis.]
Selly: Essas são as minhas passagens. A de trem até o Texas e a passagem aérea do Texas à New York. E se eu não chegar à estação em vinte minutos, vou perder o trem.
Nick: Então eu tenho que te impedir… {Com algo que eu definiria como desespero, Nick me beijou. Várias vezes, diga-se de passagem. E eu, obviamente, nada fiz para impedi-lo.} Ainda bem que deu tempo…
Selly: De…?
Nick: De te dizer que você é o amor da minha vida. Que você é tudo pra mim. Que eu simplesmente mais que amo você! Agora, me diz: você já está atrasada o suficiente pra desistir de ir embora e pra perceber que eu sou sua melhor opção?
Selly: Melhor opção?
Nick: Claro! Já pensou em ter que enfrentar várias filas de novo? Não é melhor ficar comigo, que já estou aqui, aos seus pés?
Selly: [ri] Sinto lhe informar que não se passaram sequer dez minutos.
Nick: Eu vou ter que… [é interrompido]
Selly: Não vai não. [rasga as passagens] Eu não vou a lugar algum. Não sem você. [o beija]
Nick: Isso quer dizer que…?
Selly: Sim, eu aceito me casar com você. [Nick a beija, mas Selly o interrompe com tapinhas no braço]
Nick: O que eu fiz?
Selly: Além de me fazer percorrer a cidade inteira atrás desses benditos bilhetinhos?! Nada! [o beija] Vamos ter que plantar quase uma floresta para compensar a quantidade de gás carbônico que eu joguei na atmosfera por sua causa!
Nick: Como você consegue pensar em ecologia quando deveria estar pensando em nosso casamento?
Selly: Não se preocupe! Não é a toa que sou arquiteta, eu rapidamente vou resolver mais esse probleminha. Por exemplo, o problema das árvores… Já tenho a solução.
Nick: E qual é?
Selly: [entrega os outros papeis a Nick] Que tal um pomar perto da nossa casa?
Nick: Uau! Você realmente fez os vinte e dois quartos?!
Selly: Há muitas crianças que precisam de pais. Já que você quer montar um time de futebol, por que não adotar pelo menos vinte dessas muitas crianças?
Nick: [sorrindo, a beija] Mesmo que a perfeição não exista, você chegou muito próximo a ela. Mas, eu tenho uma pergunta: onde você pretende construir essa casa? Não conheço nenhuma área tão grande aqui em Disnecity, a não ser minha fazenda. Quer dizer, minha não. Ela foi vendida ontem à noite…
Selly: Eu acho que aquela área descampada, que você não sabia o que fazer com ela, será perfeita para construirmos nossa casa.
Nick: Qual parte do “a fazenda foi vendida ontem” você não entendeu? Eu nem sei quem a comprou, se não eu poderia tentar recomprá-la, mas…
Selly: Acho que você não vai precisar recomprar a fazenda. E eu sei quem a comprou.
Nick: Sabe? Como?
Selly: Prazer, Selena Marie Gomez. Sou a nova dona da fazenda.
Nick: Como assim?
Selly: Eu sei o quanto essa fazenda é importante pra você. Não ia permitir que um empresário idiota destruísse esses campos de flores para construir mais um shopping inútil! Isso sem contar que, como você mesmo disse, nenhum outro lugar aqui tem espaço suficiente para construir nossa casa.
Nick: [a beija] Eu te amo!
Selly: Eu sei! [o beija rapidamente] Também te amo…
Nick: Isso não vai atrapalhar a sua contagem para tentar me esquecer?
Selly: Nem se eu dissesse um zilhão de vezes que não te amo, eu não iria conseguir te esquecer. Porque eu te amo, e isso não é mentira.

Comentário da autora: Sem comentários! *_*
Não percam o epílogo, a última postagem de My Love of the Past!
Mil beijos a todos!
Deise Guimarães }¡{
Respondendo aos seus comentários:
Danny Love Nelena: Bem vinda ao blog! Que bom que você gostou! Pena que está chegando ao fim... Não deixe de comentar, tá?!
Ana’: Obrigada, que bom que você gostou! Estamos no finalzinho já... Comente, viu?!
Agata: Calma, postado já! Mate a sua curiosidade e depois comente! Beijos...
Luuh e Leeh: Obrigada! Postado, divirta-se e comente!
Xandinha: Calma, postado! Mate a sua curiosidade e depois comente! O próximo post será o final!
Larissa: Obrigada! Que bom que você gostou! Postado aqui, comente, tá?! Beijos...
New Dream: Que bom! Obrigada, postado e não se desespere, mate a sua vontade de ler... Beijos...

9 comentários:

Laura disse...

Sou nova aki!
mais já amo a sua hisoria.
ela é perfeita,
perai já esta acabando?
aaaah
só por que eu comecei a ler.
mesmo assim
POSTA LOGO.

Danny Love Nelena disse...

pode ta no fim mais ai vx faz outra *-*

ta liindo

OMG quanto filho kk

ta lindo

posta logo

Ana' disse...

Own que perfeito, amei *-*'
OMG quanto filho kk²
Ah, tá acabando :(
Mas vai ter outra né?
Posta logo flor.
Beijos ;*

Historias Nelena disse...

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHH perfeito.OMG quanto filho kk³.AAh que pena que tá acabando.Pleease posta outra.Posta logo.Te adooro

Luuh E Leeh disse...

oown q perfeito, caramba, é mto filho msm kkkkkk' to triste q esta acabando.... posta logo

xandinha disse...

Posta pelo amor de Deus

Larissa disse...

cara quando eu li "vigesimo filho" eu fiquei assustada! pensei q a selly tinha parido isso tudo.. kkkkkkkkkkkkkk' mas eu me acalmei quando li a palavra "adotado" kkkkk
como sempre esta maravilhosa, fantastica incrivel!!
posta mais
beijos

De Tudo Benhe disse...

Muito demais a sua história! Sem falar que eu amo historias de romance, comecei a ler ontem e ja estou anciosa para a proxima postagem! E , pooxa! 22 filhos! Como ela cuida de tudo isso! Só a familia deles pode ganhar a copa! Se é que me entende!

De Tudo Benhe disse...

que fofo! queria que um menino se apaixonasse assim por mim!

Postar um comentário

 
Wordpress Theme by wpthemescreator .
Converted To Blogger Template by Anshul .