quinta-feira, 31 de março de 2011

Epílogo – My Endless Love

3668o Dia – 07 de setembro

{Hoje é meu aniversário… melhor dizendo, nosso aniversário. Nick e eu estamos completando dez anos de casamento. Daqui a pouco, Demi, Joe, Miley e David vão chegar para nosso “campeonato anual”, que geralmente ocorre dia dezenove de agosto, mas, devido à importância da data, adiamos para hoje, sete de setembro. Faz dez anos que eu aguento o Nick. E depois de tanto tempo, posso afirmar que ele não é meu amor do passado, nem do presente, muito menos do futuro. Nick é meu eterno amor. Agora sei que sempre o amei e sempre o amarei, mesmo que eu nunca tivesse voltado à Disnecity, sei que o nunca o esqueceria. Poderia não pensar mais nele, mas ele estaria comigo, nem que seja no meu subconsciente. Bom, deixando de lado as declarações melosas e voltando ao jogo… Nós já jogamos basquete, damas, esgrima, handebol, ping-pong, pólo aquático, sinuca, tênis, totó… O esporte desse ano – se é que se pode chamar isso de esporte – é futebol de botão. Mas, nesses dez anos, eles (David, Joe e Nick) não conseguiram ganhar da gente (Miley, Demi e eu) nenhuma vez, não vai ser hoje que isso vai mudar. Os garotos não têm a menor chance de ter sua tão esperada revanche, e até as crianças sabem disso: antes, as meninas, sendo onze filhas minhas e de Nick, duas de Demi+Joe e duas de Mi+David, torciam pelas mamães e os meninos, sendo onze filhos meus e de Nick e um de Mi+David, torciam pelos papais. Só que, cansados de torcer pela equipe que só perde, os meninos também resolveram torcer pelas mães este ano. Finalmente vão comemorar uma vitória! Meus convidados – são bem mais que isso – acabam de chegar; é melhor ir recebê-los.}

Algum tempo depois…
{Fim de partida. O resultado? Ganhamos de novo, é claro! Estava comemorando com Demi e Mi, até que Nick me “raptou”.}
Nick: [a beija por um longo tempo] Que novidade! Você ganhou de mim pela décima vez…
Selly: Na verdade, décima segunda. Esqueceu do futsal na escola e do vôlei na quadra do seu hotel. {Sorri, debochando dele um pouco, mas, principalmente, lembrando-me dos dez anos mais felizes da minha vida: os anos que passei com ele.}
Nick: Não me importo de perder, quem sempre ganha o prêmio sou eu. [a beija, mais rápido, desta vez]
Selly: [ainda sorrindo] Que prêmio?
Nick: O sorriso mais lindo do universo. E sabe o que é melhor?
Selly: O quê?
Nick: Ele é todo pra mim. [a beija longamente de novo, até que interrompido pelos amigos]
Demi: Desculpe atrapalhar…
Mi: Mas é que viemos “entregar” o presente de vocês!
Selly: Não precisavam se incomodar…
Joe: Nem pense em recusar, Sel. Acho que o Nick iria ficar muito decepcionado.
Nick: Por quê?
David: [entrega duas passagens para Nick e vários papéis para Selly] Vocês só precisam assinar essas autorizações e arrumar as malas. Divirtam-se! [os quatro voltam para o imenso jardim-bosque para continuar a cuidar das vinte e sete crianças, não que essa seja uma tarefa muito fácil – Comentário da Autora: Pode acreditar, cuidar de vinte e sete crianças não é brincadeira! Palavra de normanda que, vira e mexe, é a “tia” de algumas – trinta – crianças enquanto tenta fazer um bom estágio para receber pelo menos um “bom” na avaliação da professora.]
Selly: O que você tem aí?
Nick: Nada demais, só passagens para Paris. E você?
Selly: Vinte e duas autorizações para um acampamento. [Nick sorri maliciosamente] Nem pensar, eu não vou mandar meus filhos para um lugar que eu não conheço!
Nick: Se os nossos amigos “recomendaram”, certamente é um lugar excelente! [Selly não demonstra ceder] Vai meu amor, precisamos desempatar!
Selly: Desempatar o quê?
Nick: Temos onze meninas, onze meninos… Já tenho meus dois times de futebol, mas ainda preciso de um juiz [a beija], isso sem falar dos bandeirinhas [a beija], dos técnicos [a beija], dos preparadores físicos [a beija]
Selly: Tá bom, vamos para Paris! E não se preocupe, eu serei a juíza. E você já tem um cartão amarelo; mais um, e é expulsão!
Nick: Já que provou que entende de futebol, tudo bem, você é a juíza. Mas, em Paris, eu vou fazer você renunciar ao seu posto.
Selly: Duvido! Como você pretende fazer isso?
Nick: Pra começar, um passeio pela torre Eiffel [a beija], depois, damos uma passadinha por um café [a beija], comemos uns croissants [a beija], fazemos um passeio bem romântico pelas ruas parisienses [a beija], e eu aproveito para comprar um champanhe e uns chocolates, depois nós voltamos para o nosso hotel [a beija], eu te digo “Je vous aime, chéri. Vous êtes mon amour infini...”. [a beija]
Selly: Não sabia que você falava francês.
Nick: Posso falar que te amo em qualquer parte do mundo. Posso dizer em Espanhol: “Yo te quiero, mi amor. Usted es mi eterno amor…”. Em Italiano: “Io l'amo, il mio amore. Voi è il mio amore sconfinato…”. Em Inglês: “I love you, dear. You are my endless love…”. Ou em… [é interrompido]
Selly: Que tal só em Português?
Nick: Eu te amo, Selzinha. Você é… [Selly o interrompe com um beijo]
Nelena: Meu amor infinito…!
Comentário da autora: E assim termina “My Love of the Past”. Espero que todos tenham gostado dessa história. A história de um amor infinito, que o tempo e a distância (e as burrices de ambos) não puderam destruir. Muito pelo contrário, só o fez crescer e se fortalecer. Com certeza, esse amor vai durar muuuuuito, porque foi construído sobre a firmeza das rochas e com a suavidade da areia do mar.
Só anseio que um “endless love” esteja reservado pra mim! :D (Double D!)
E espero com (quase) todas as forças do meu coração, alma, corpo ou qualquer outro tipo de força que possa haver em mim que meu amor do passado (nem tão “passado” assim) não seja meu eterno amor. É sério, prefiro esperar por meu Namorado dos Sonhos ou até mesmo ter um Paparazzo em meus pensamentos... Eu sei, todas vocês (ou quase todas) não entenderam nada né... Eu já disse que sou meio doidinha? É efeito do Curso Normal e (não fiquem tristes, amigas) das companhias...
Mil beijos a todos!

PARA TUDO!!!

Talvez vocês queiram saber o que aconteceu com a Chloe (ou Boca-de-Banana, ao gosto do leitor)...

Bom, o plano de David e Clorine foi perfeito.  Para não causar desconfianças, eles viajariam para países diferentes e depois se encontrariam em Amsterdã. Acontece que Chloe não ficou sabendo da desistência de David, e ela foi a única a viajar. Seu destino? Equador! Estava tudo dando certo, até ela tentar sair do hotel em que se hospedou. Sim, eu disse tentar. Ao valer-se do cartão de débito correspondente à conta conjunta que mantinha com o comparsa para pagar a estadia, a coisa desandou. Como David retirou todo o dinheiro da conta para devolver a Nick, ela ficou sem nem um centavo. E, como não tinha dinheiro, foi obrigada a pagar a divida com trabalho. Há relatos que ela esteja lá até hoje (depois dos dez anos), casada com um bicheiro.

Agora sim, me despeço. Mas vocês nem vão dar por minha falta. Em breve – muito ­breve mesmo – minha próxima web (Uma Estranha Vingança) será postada, neste mesmo deiseblog por essa mesma deise-escritora.
E, se meu planejamento for seguido à risca, até o fim deste ano, três webs serão postadas. Isso, é claro, se vocês ainda não se cansaram de mim ou se não se cansarem até lá...
Mas, voltando à “Uma Estranha Vingança”... Está claro que vocês, assim como eu, amam Nelena. Mas, pelo menos no começo, o casal principal da nova web é Ponnie’s (Poncho – Alfonso Herrera – & Annie – Anahí; RBD – sem pontinhos!). Mas não se preocupem, Nick & Selly aparecem, e muito, e até têm um...
***CENSURADO***
É... Acho que vocês vão ter que ler para descobrir, já que, por hoje, fico por aqui.
Fiquem de olho no blog para não perderem as primeiras postagens! (Uma dica: eu faço aniversário e vocês é que ganham o presente; e com dois dias de antecedência! Ah é, vocês não sabem quando eu faço aniversário... Uma dica melhor: não é mentira... ^^)
¡Besitos! ¡Hasta Siempre!
Deise Guimarães }¡{

Respondendo aos seus comentários:
Laura: Bem Vinda! Mas sim, como acabei de dizer acima, esse é o último capítulo, mas logo postarei outra aqui...
Danny Love Nelena: Pois é! Fim dessa, mas logo terá o início de outra!
Ana’: Sim sim, haverá outra logo em breve! Beijos
Histórias Nelena: Postado! Muito filhos, né?! E o Nick ainda queria mais!!!
Luuh e Leeh: Acabou já, mas não fique triste, voltarei com mais!
Xandinha: Postado o fim!
Larissa: Obrigada! Que bom que você gostou! E do final, o que achou?
De Tudo Benhe: Pois é! Eles tiveram muitos filhos (adotados). Bem vinda ao blog! Que bom que você gostou! Pena que já está no fim... Um dia irá acontecer! Beijos...

8 comentários:

Ana' disse...

Own perfeito, perfeito.
Amei'
Ah, eu nunca vou enjoar dessas suas histórias maravilhosas *-*'
To mega ansiosa para a próxima :)
Beijos ;*

Larissa disse...

aaadorei! totalmente emocionante! *--*
eu nunca vou cansar das sua webs isso vc pode ter certeza! já estou muito anciosa para a proxima q pelo nome e um pouco q vc escreveu sobre ela deve ser d+!
beijoos

claudinha*-* disse...

Nossa, não podia deixar de comentar no ultimo apitulo neh.. cara sempre achei vc muiito talentosa, simplismente me emocionei nesse ultimo capitulo e to aguardando anciosamente para essa poxima historia que sei que sera perfeitaa!!
bjinhos xD

G disse...

Perfeiito!
Desculpa não ter comentado nos outros..

Vou sentir muiita saudade..
Mas também estou anicosa para a nova fic

Beijokas :)

Danny Love Nelena disse...

ameiiiiiiiiiiiiiiiiiii

haha eu quero sua nova Fic loog k

o final foi FANTASTICO muito LINDO MESMO

beijossssssss

POSTA LOGO s2

Historias Nelena disse...

AMEEEEEEEEEEEEEEEEI.FIIIM peerfeito.Adoorei pena que acabou =(.Mas vai ter outra né?AAh sua historia foi a historia de amor mais linda que eu já li *----*

Gaabs Musso disse...

Mais do que perfeito *-*
Fimm magnifico amoor ,
você vai começa ourtra historia né :)
divulga p. mim ?
http://jemiforever-gaabsmusso.blogspot.com/
Beijooos amoor

Nelena e Jemi disse...

aaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhh

é uma das melhores historias que ja li

parabens

quero outra

Postar um comentário

 
Wordpress Theme by wpthemescreator .
Converted To Blogger Template by Anshul .