sábado, 26 de fevereiro de 2011

Oitavo Dia - 21 de agosto (parte 3)

                {Não sei como, mas em menos de dez minutos, cheguei em casa. Com certeza, amanhã eu terei algumas multas por excesso de velocidade para pagar. Mas isso pouco importava, muito menos quando vi Mi sentada na varanda da minha casa, com a maquiagem borrada pelas lágrimas e a roupa amarrotada. Sentei-me ao seu lado e a abracei.}
Selly: Oh amiga, não chora. O que aconteceu? {Eu tenho quase certeza do que é, mas é melhor deixá-la desabafar…}
Mi: Aquele idiota do David me beijou!
Selly: O que aconteceu? Ele estava com mal hálito?
Mi: [ri] Se fosse só isso, eu teria dado uma bala de menta pra ele, e não o tapa que eu dei.
Selly: E por que você fez isso?
Mi: Aquele estúpido terminou comigo! Pra fugir com a Clorada! Eles sempre foram amantes! Eles roubaram todo o dinheiro que puderam do Nick, o fizeram assinar uma procuração e agora vão vender a fazenda dele!
Selly: Mi, ele não merece suas lágrimas. Vem, vamos arrumar o desastre que está sua maquiagem, trocar essa roupa para nós darmos uma volta.
Mi: Não, pode deixar que eu me viro. O Nick vai precisar de você.
Selly: Não vai não. Pra ele, eu não passo de uma mentira. Tenho certeza que ele não vai precisar de uma mentira.
Mi: O que aconteceu com vocês?
Selly: Quando eu ia contar que eu não sou apenas uma simples professora, mas sim uma ex-professora que agora é uma arquiteta muito requisitada e que, às vezes, ainda ataca de estilista e que praticamente fugi para minha cidade-natal porque não aguentava mais as pessoas mesquinhas da cidade grande, ele não me deixou falar. Tudo bem que ele me interrompeu para fazer um pedido de casamento. Mas a Boca-de-Banana e chegou e interrompeu-o. Ela disse que eu sou Marie, e Nick disse que eu era uma mentira, que ele tinha se re-apaixonado por uma mentira. {Quando viu que eu ia chorar, Mi me abraçou forte.}
Mi: Vai amiga, pode chorar.
Selly: Não, eu não vou chorar de novo por causa daquele idiota.
Mi: Você estava certa, os dois são igualmente estúpidos. E não merecem nossas lágrimas.
Selly: Então? Vamos parar de dar esse espetáculo em ambiente aberto e entrar? Temos que ficar mais lindas que nunca para eles verem que não precisamos deles, mas eles, sim, não são nada sem a gente.
Mi: Você tem toda razão.
                {Entramos e nos arrumamos. Em pouco tempo, estávamos estonteantes e saímos pela cidade. Parei o carro no primeiro estacionamento que encontrei e fomos caminhando até a praça. Passamos primeiro pela banca de jornais e compramos muitas revistas. A maioria falando sobre cd de re-estreia do RBD, que se reuniu escondido para gravar e promoveu uma imensa surpresa para os fãs. O assunto principal, além do retorno do sexteto aos palcos, era os casamentos: Annie e Poncho, Dul e Ucker e, surpreendendo a quase todos, May e Chris se casaram no mesmo dia em que os RBDs anunciaram sua volta aos palcos. Apenas uma revista não tinha a foto deles na capa: a que tinha a minha foto na capa. Nela, a jornalista dizia estar negociando com minha empresária – Mi – a cobertura exclusiva do meu casamento – que não vai acontecer nunca. Mi e eu fomos até a sorveteria, compramos milk-shakes de chocolate e voltamos para a praça. Mas eis que alguém esbarra em mim e derruba meu milk-shake. Ao menos dessa vez, eu não fiquei com a roupa melecada de chocolate.}
XXX: Por favor, me desculpe. Eu estava… [Selly e “ele” se encararam] Eu te conheço de algum lugar?
Selly: Talvez de alguma revista?
Taylor: Não, em revistas não dá pra ver o brilho dos olhos… {Enfim, um cara que consegue me olhar nos olhos!} Mas, deixe eu me apresentar: meu nome é Taylor Lautner, sou produtor musical. Estou na cidade devido ao concurso.
Selly: [sorri] A resposta é sim, nós nos conhecemos. Sou Selena Gomez, nós estudamos juntos há… Uns vinte anos. Lembra?
Taylor: É claro. [olha para Miley]
Selly: Desculpa… Essa é Miley Cyrus, minha amiga. Mi, esse é Taylor e… eu não sei mais como defini-lo.
Mi: Muito prazer. [estende a mão]
Taylor: [aperta a mão de Mi] O prazer é todo meu. [para Selly] E você pode re-descobrir enquanto nós três tomamos um sorvete. Que tal?
Mi: Por mim, tudo bem.
Selly: Bom… [vê a caminhonete de Nick passando, com Chelsea no banco do carona] Para mim, está tudo ótimo. [sorri] Vamos?
                {Voltamos para a sorveteria, agora em companhia de Taylor. Conversamos por um bom tempo, mas a única coisa em que eu pensava era na cena de Nick e Chelsea juntos.}
Selly: Você conhece a ALO… quer dizer, a Chelsea?
Taylor: Sim, nós somos sócios. Na verdade, ela faz a parte chata e burocrática. Eu fico a parte boa. Em resumo, ela lida com papeis, e eu com gente, com música.
Mi: Muitas pessoas se inscreveram?
Taylor: Não sei. A Chelsea está lidando com um pouco de gente dessa vez. Vocês se inscreveram?
Selly: Não…
Taylor: Ainda bem que eu tenho alguns formulários em branco comigo. Podem preenchê-los.
Mi: Obrigada Taylor, mas nós…
Selly: Adoraríamos.
Mi: Adoraríamos?
Selly: Claro. Que maneira melhor de passar uma mensagem se não com uma música?
Mi: Mas o concurso é amanhã! Não dá tempo de fazer nada!
Selly: Claro que dá. Inspiração nós temos de sobra.
Mi: [suspira] Me empresta uma caneta?
                {Depois de preenchidos os formulários, nos despedimos de Taylor e voltamos para minha casa para trabalhar nas composições. Já passava da meia-noite e, quase sem perceber, nós dormirmos.}

Comentário da autora: Quero começar me desculpando pela parte Nazista. (“Uma mentira dita cem vezes torna-se verdade” é a filosofia que Joseph Goebbels – ministro da Educação do Povo e da Propaganda do regime nazista – tinha. Ele utilizava os métodos mais desonestos e sensacionalistas para divulgar o nazismo, mantendo um severo controle sobre as instituições educacionais e sobre os meios de comunicação, e valendo-se desta filosofia para “justificar” seus atos.) Só para esclarecer, a Selly não é nazista, só que essa doida que vos fala achou essa frase muito interessante. (Pelo menos eu não sou apaixonada por guerras, não é Pessoa?!)
Bom, depois da aula de História, vamos voltar à história. Não do mundo, mas da Selly. Será que ela vai se esquecer de Nick nos braços – muito mais fortes, diga-se de passagem – de Taylor?
Que tal vocês descobrirem no próximo dia? O nono dia de Selly em Disnecity – correspondente aos dois próximos capítulos – é o também penúltimo… A história está acabando…
E, quase chorando, digo: mil beijos – salgados pelas lágrimas – a todos!
Deise Guimarães }¡{

Respondendo aos seus comentários:
Kekel: Que bom que você gostou! Postado já! Comente sobre o que achou desse novo capítulo, tá?!
Claudinha *-*: O que achou sobre o novo capítulo? Que bom, espero que você goste... Divulgarei seus blog’s no final desta página! Beijos...
G: Postado, linda! Beijos, comente, hein?!
Love Sel Nick: Postado! Me conte o que você achou do novo capítulo, tá?! Beijos

Obrigada “Gi” pelo Selo de Melhor Blog!

Divulgando aqui:

4 comentários:

KeKel disse...

Eu amei este Capítulo!Como eu poderia ter odiado!?

Tô muito ansiosa pra ler o próximo.Muito,muito,muito ansiosa.

Bjuss!!

Ana' disse...

Perfeito, amei *------*
Penúltimo ? :'(
Posta logo flor.
bjos'

Bazinha... S2... disse...

Miga, eu sei que eu comento pouco, mas eu tenho meu motivo e você(s) o conhece.
Bom, resolvi comentar nesse porque é um dos que eu mais gosto, acho que é pela mensagem de amizade que transmite.

Beijos, amo você(s)...♥

claudinha*-* disse...

Nossa penultimo cap?
caramba ta dmais esse cap
assim como tds eu amo essa historia
serioo!! Posta logoo to muito curiosa amrs!
bjoos!

Postar um comentário

 
Wordpress Theme by wpthemescreator .
Converted To Blogger Template by Anshul .